foradocasulo

…………………………………………………

A Importância da Rotina

Nestas semanas tenho deixado o Enzo dormir até a hora que o corpinho dele pede, isto significa cerca de 30 minutos a mais que o normal, acordamos em ritmo menos acelarado, ele também tem chegado mais tarde e saído mais cedo que o horário habitual, mas confesso que tem sido um pouco complicado para ele. Filhote tem se mostrado um pouco mais cansado que nos períodos em que estou trabalhando e Maridão em casa. Não sei se é simplesmente tristeza porque o papai está viajando, ou se essa nova rotina não está boa, ou ainda a junção das duas coisas.

A escola não reclama dessa mudança, o que me dá flexibilidade, mas ontem e hoje notei que devo estar errada em pegá-lo cerca de 2hs antes do horário comum. Explico, ontem cheguei e tive que esperar porque filhote estava jantando e hoje resolvi chegar antes do jantar deles, mas ele estava entrando na aula de Karatê. Esperei por 30 minutos, tempo que dura a aula e a coordenadora me deu um potinho com o jantar do dia para ele comer em casa. Eis que filhote veio o caminho todo dizendo que ia papar o tal do macarrão, todo empolgado. E, em casa não quis comer porque não tinha o tal pratinho verde que ele deve usar na escola…conclusão, muito choro, birra e com muito custo ele comeu umas 4 garfadas e just it.

Além disso estava super chatinho, não queria nada e queria tudo. Me parecia com sono, mas o horário não era bom para ele dormir, senão iria atrapalhar o sono da noite, que continua na mesma rotina de sempre. Conclusão que tiro desta semana e meia de férias é que ou eu deixo ele na rotina ou eu tiro 100% ficando com ele em casa o dia todo, mas como comigo ele não come direito e não tem crianças para brincar, amanhã tentarei deixá-lo dentro da rotina o mais fiel possível. Exceção para a hora de acordar, já que 30 minutos a mais para mim é um luxo e para ele faz bem, já que não dorme direito na escola.Semana que vem, tento ficar com ele uns dias inteiros.

Sei que muitas podem achar um absurdo eu estar de férias e deixá-lo na escola, mas sinceramente, rotina faz bem para a criança. Sei que passar tempo com a mãe também, mas meu tempo com ele é de qualidade e é isso que importa. E outra lição aprendida, nunca mais tirarei férias em período que Maridão não vá tirar pelo menos uma semaninha, ou em períodos que ele for viajar tanto….assim me divirto um pouco com ele e filhote viajando, né?!

 

Deixe um comentário »

Mamãe Está de Férias!

Este final de semana foi o meu primeiro dos 20 dias de férias e aproveitando que não tive aula do MBA neste sábado levei filhote novamente ao clube para brincar no parquinho. Logo que cheguei encontrei uma amiga que não via há uns 6 anos, que estava com sua filha de 4 anos e mais 3 crianças. Depois da alegria em revê-la, em conhecer a pequena Gabriele, elogiei sua coragem em sair com 4 crianças sozinha. Eu me mato sozinha com o Enzo, imagina com 4!!! Ela me contou que havia feito uma noite do pijama em seu apartamento de sexta para sábado e que as 3 crianças eram filhas de uma amiga que não tinha com quem deixar, então que 1 vez ao mês ela ficava com os pequenos. Admirei sua atitute e pique.

Conversa vai, conversa vem e disse que estava entrando de férias, que ficaria 20 dias em casa, mas que não iria viajar, pois Maridão não conseguiu sair no mesmo período esse ano. E ela logo perguntou: “vai aproveitar para ficar todos esses dias com o Enzo?” e eu respondi: “mais ou menos, ele vai para a escola, pois tenho algumas coisas para resolver”. Antes mesmo de terminar essa frase vi a cara de espanto dela, que não trabalha para ficar mais tempo com a pequena. E isso disparou aquela vilã de todas as mães do mundo….a culpa! Será que estou errada em querer um tempo para mim, para tentar incorporar a academia a minha rotina, passear no shopping a tarde, organizar os armários, me largar na frente da TV, fazer massagem, cortar o cabelo, fazer depilação, contratar um jardineiro, e mais um montão de coisas???????

Não deveria eu, como qualquer mãe perfeita que se preze, querer utilizar o meu tempo livre para ficar com meu filho ao invés de largá-lo o dia todo na escola? Pensei, pensei e repensei e cheguei a conclusão que sou humana, que também preciso de cuidados, que não estou nem um pinguinho errada em querer esse tempinho. Todas as férias (desde que começou a sobrar um dinheirinho para isso) viajamos, e nunca saia 20 dias seguidos, o que me sobrava pouco ou quase nada de tempo para fazer algumas das coisas citadas acima. E, aproveitando que esse ano não faremos viagens longas (no máximo vamos tentando viagens curtas de final de semana quando dá), quero muito colocar minhas coisas em ordem, coisa que não faço muito desde que o Enzo nasceu.

Ontem fiz a limpa no meu banheiro e quarto na parte da manhã e tirei tudo aquilo que já não uso há mais de 1 ano. Almocei tranquilamente assistindo ao Vídeo Show (coisa que não faço desde a adolescência) e depois fiz a limpa no quarto do Enzo, separei todas as roupas que não servem mais, reorganizei tudo por lá. Ao mesmo tempo fui fazendo uma listinha do que preciso comprar, arrumar, etc. Depois tomei um banho longo (sim, me preocupo com o meio ambiente, mas eu mereço um de vez enquando) e fui buscá-lo. Hoje, depois de levá-lo à escola levei algumas roupas e edredom à lavanderia, passei na farmácia, fui à academia e depois passei no shopping lá perto para comprar um sapato pro filhote e acabei comprando o livro com DVD dos Três Porquinhos, já que filhote anda falando muito nesta história.

Agora a tarde estou aqui, olhando na internet os presentes e brinquedos que compraremos para os aniversariantes de setembro, outubro e para o dia das crianças. Quero aproveitar esse meu tempinho para já deixar tudo comprado, para não ficar naquela correria em cima da hora e sem paciência para escolher com carinho e calma. No final do dia tenho exame médico no clube, para usar a piscina e academia de lá (uma das melhores da cidade). Quero aliar a academia que frequento (aquelas só para mulheres com circuito de 30 minutos) com as aulas da academia do clube. Maridão buscará filhote hoje. E quer saber, não me sinto nem um pouquinho culpada e sabe porque? Filhote está se desenvolvendo, brincando e porque não dizer, se alimentando melhor por lá do que se estivesse me seguindo nessa maratona.

Claro que ele está chegando mais tarde na escola, vai sair mais cedo e alguns dias faltará para ir ao clube comigo, para ficar em casa ou qualquer outra coisa. Mas 20 dias sem aparecer na escola, e eu, sem fazer nada além de cuidar dele, não acho produtivo para nenhum de nós. Quero sim aproveitar minhas férias para ter mais tempo com meu filhote, mas tempo de qualidade, tempo que me dedicarei 100% a ele, curtindo e não por obrigação, não por fazer o que esperam de mim. E essa é a graça do ser humano, somos diferentes, e o fato de pensarmos diferente não significa que um esteja certo e nem o outro errado, somos apenas diferentes. O importante é ser feliz com suas escolhas e não deixar a culpa te pegar!

 

 

Deixe um comentário »

Enzo, Mamadeira e Férias

Ainda não consegui colocar nada em prática do que estava planejando (tirar chupeta, mamadeira, fralda e do berço….ufa!), conforme postei aqui. Sempre antes de dormir fazemos a mamadeira morninha com leite puro para Enzito tomar no nosso colo antes de pular no berço (sim, agora ele pula pro berço). Mas não é que o filhote tá esperto, sabe que mamadeira a noite é sinal de hora de dormir e fica nervoso em ver a dita cuja?! Ele dá tapa, chora, fica bravo mesmo!!! Então tentamos dar a mamadeira fora do quarto, na sala, para ver se ele desencana de que vai dormir e toma o leitinho, mas não adiantou. Então, a solução é deixar ele no berço até se acalmar (conosco do lado claro, sou mega contra largar a criança chorando sozinha, já disse várias vezes aqui) e quando estiver naquela fase do “quase dormindo” pegamos no colo e damos o leitinho. Tem funcionado bem!

………………………………………………………………………………………………………..

Hoje, a meia-noite, começam, oficialmente, minhas férias! Eu realmente estava precisando destes dias para me organizar em casa. Todas as férias, costumamos tirar 10 dias e viajamos por uma semana, o que é ótimo, uma delícia, mas não sobra tempo para ficar em casa, largados no sofá, arrumando os armários, etc. Coisa que não fazemos também aos finais de semana, pois sempre tem algo para fazer. Então, desta vez não viajaremos! Consegui 20 dias seguidinhos e já me planejei: primeira semana para organizar armários dos quartos, cozinha e documentos. Além de focar na dieta e academia. Nas duas últimas aproveitarei para levar filhote ao clube, passar mais tempo com ele, continuar focando na dieta e academia. Além de passear nos shoppings da cidade e região e fazer uma comprinhas, porque ninguém é de ferro, né?!

Amanhã, sabadão, primeiro dia de férias e sem aula do MBA, aproveitarei para levar filhote ao parquinho do clube. Já comentei aqui também que lá tem um espaço ótimo para as crianças e Enzito adora o parquinho. Hoje perguntei à ele o que iríamos fazer amanhã e ele respondeu: “bolo, chocolate e parquinho”. O chocolate vou ficar devendo, ando me sentindo meio culpada por ter apresentado certos alimentos para ele (farei um post sobre isso depois), mas um bolinho simples de laranja, fubá ou cenoura e parquinho, isso tá garantido para amanhã. É torcer para fazer um dia lindo!

Deixe um comentário »

Viagens: Pequenas Dicas

Quando comecei este blog a intenção era falar das nossas escapadas da rotina com o pequeno, mas o tempo foi passando, outros temas foram surgindo e quase não escrevi sobre nossas aventuras, que confesso, não tem sido tantas assim. Mas tivemos um excelente carnaval, com direito a matinês, fantasias e tudo. Levamos Jacarezinho para o clube e quase morremos de preocupação ao vê-lo brincar de tomar água da piscina. Enfim, essas atividades de final de semana foram passando e nem escrevi sobre elas. Agora já esfriou, o texto perdeu a validade. Mas prometo escrever as próximas escapadinhas, ok?!

Claro que a intenção não é só falar em viagens, mas qualquer tipo de atividade. Mas viajar é tudo de bom e por isso hoje resolvi escrever a respeito. Ando com “ciricutico” de viajar mais e andei pesquisando alguns hotéis fazenda. Maridão e eu sempre queremos praia e praia e, de preferência, nordeste. Mas quero fazer coisas diferentes e me lembrei do quanto era legal quando eu era criança e ia com meu pai, esposa dele e irmãs para hotéis no interior. Lembrei-me das nossas viagens ano passo com o Enzito e resolvi refrescar as dicas.

Primeiro é preciso definir o local e, se você vai com um bebê, deve levar em consideração a rotina do pequeno. Uma coisa é certa, se você fugir muito dela o resultado será muito choro e estresse para todos. Portanto, certifique-se de que seu destino atende as necessidades do filhote e as suas, para não se arrepender de ter saído do conforto do seu lar. Procure saber sobre o clima, segurança e facilidades.

Segundo passo, pense no trajeto. Vai de avião, de carro, de ônibus, de cipó? E, seja lá qual for o método, pense em deixar tudo confortável e a mão. Nem sempre as viagens de avião são a melhor escolha, pois podem ser mais curtas, mas tem todo o trâmite e burocracia do aeroporto, e, no fim, acabam sendo mais demoradas e estressantes. Se for de carro, procure fazer umas paradas estratégicas para trocar a fralda, dar um suco, um alimento e se mexer um pouco. Essa é uma das grandes vantagens de ir de carro.

E terceiro passo, faça uma lista do que levar na mala. Pense nos dias e no clima do local. Eu normalmente faço uma agendinha com todos os dias da viagem e as roupas que vamos usar, ou que o Enzo vai usar de manhã e depois do banho. Depois acrescento mais umas trocas de garantia, pijamas (leve mais de um, pois pode vazar xixi e te pegar de surpresa), sapatos, chinelos. Enfim, imagine o dia do seu filho e o que ele usa normalmente, multiplicando pela quantidade de dias. Quem tem o hábito de levar os pequenos para a escolinha já tem uma certa prática nisso. Não se esqueça do kit farmácia prescrito pela Dra. Pediatra também.

Esteja preparada para mudanças climáticas, leve brinquedinhos para distraí-lo no trajeto, no jantar do hotel, se chover, enfim, uma mãe precavida e organizada não passa aperto. Outra dica importante é levar uma malinha de mão com umas duas trocas de roupa, kit higiene e afins. Se seu filho se sujar (como o meu que vomitou na ida para Monte Verde), você resolve o problema rapidinho, sem ter que abrir porta-malas e ficar procurando o que precisa. E tenha uma coisa em mente, a viagem não será como antes, sua vida mudou agora. O bem estar do seu filho deve ser prioridade. 😉

1 Comentário »

Escapadinha do Casulo: Juquehy

Maridão e eu conseguimos uma semaninha de férias agora em janeiro e resolvemos descer para praia, viagem simples, rápida e de carro. Depois de algumas pesquisas com colegas “praieiros”, decidimos conhecer Juquehy, litoral norte de São Paulo. Escolhi pela internet uma pousada perto da praia e que aceitasse criança. Para minha surpresa há muitas pousadas que não aceitam menores de 12 anos por lá.

Esqueci de checar o principal antes de fazer a reserva, como estaria o clima por lá no período. Fiz a reserva de terça a sábado, porém terça amanheceu com uma chuva chata e ao checar a previsão na internet notei que choveria quarta o dia todo também. Ficar trancados em uma pousada com um menino de 1 ano e meio sem ter o que fazer é muito chato. Portanto resolvemos ficar em casa e só descer na quarta a tarde. Perdemos uma diária mas ganhamos em conforto e sossego. Não me arrependo dessa decisão, pois os outros dias foram de sol e pudemos curtir a praia.

A praia de Juquehy é extensa, calma e limpa (vimos até peixinhos por lá). Não estava “muvucada” e todos os hotéis e pousadas prestam serviço com cadeiras, guarda-sol e pessoas para montá-los e desmontá-los para você. Preocupação zero neste quesito. O único ponto negativo para casais com crianças pequenas é que não há estrutura com banheiro, ducha de água doce, quiosques, etc…tudo por questões ambientais. Portanto, é preciso levar uma frasqueira com bebidinhas, comidinhas e água para tirar a aréia e sal dos pequenos. Senão, é irritação na certa.

A cidadezinha é bem servida de serviços aos turistas. Na rua da praia (onde ficamos) tem tudo que você precisa: farmácia, mercadinhos, restaurantes e até um mini shopping. Os preços são um pouco salgados, mas vale a pena. Na primeira noite jantamos no Pascoal, restaurante local indicado pela recepcionista da Pousada. Ambiente simples mas com  comida deliciosa. No dia seguinte fomos ao Varandão, Enzito se esbaldou com o bolinho de bacalhau e moqueca capixaba.

E na sexta o ponto alto foi o Bistrô, restaurante todo aberto, com dois pés de Jaca no meio que dão um charme especial e com espaço kids. Filhote brincou enquanto esperamos pela comida e comeu – acreditem – risoto de rúcula com peixe e funghi. Descobrimos nesta viagem algo muito importante, nunca pedir suco antes de chegar a comida. Normalmente ele bebe todo o suco e depois não quer comer. Com este detalhe simples não tivemos o menor problema para ele comer durante esta viagem.

Nesta viagem não tivemos problemas com a alimentação do pequeno, porém ele estrava estranhamente manhoso, chorando a toa e não temos certeza se o problema era o incômodo com a areia da praia e calor. Na Bahia, ele não comeu bem porém ficou animado e sem manhas, mas ficamos mais na piscina do hotel do que na praia. Em uma próxima viagem para a praia tiraremos esse dúvida, se foi um caso pontual ou se ele se irritou com a praia em si. Se bem que ultimamente ele anda pedindo muito colo, manhoso que só. Será que está entrando em uma nova fase? O tempo dirá.

Juquehy

Que venham mais passeios, viagens e diversão em 2012!

Deixe um comentário »