foradocasulo

…………………………………………………

Monte Verde

Quase uma semana depois, cá estou escrevendo um post sobre a primeira viagem em família. Acabei escolhendo um destino que não é o ideal para viajar com um bebê, pois Monte Verde é conhecida como uma cidade romântica, para casais em lua de mel e tal. Mas como já fazia algum tempo que eu queria ir pra lá e em março desse ano apareceu uma promoção nestes sites de descontos, acabei arriscando.

Alguns dias antes fiz uma listinha de tudo que precisaria, para não esquecer de nada na hora de arrumar as malas e viajar. Apesar de ter achado que tinha pensado em tudo – até detergente para lavar a mamadeira no banheiro da pousada eu levei – acabei esquecendo um item básico, meias para o meu pequeno. O que foi fácil de resolver, comprei por lá mesmo.

Bom, a aventura começou ainda no trajeto de ida, demoramos aproximadamente 3 horas para chegar à Monte Verde e nos 40 minutos finais o trecho é de serra, estrada meia-boca e ……mamãe aqui nem imaginou que seu filhote também pudesse enjoar com as curvas. Eu sempre tomo meu Dramin, companheiro de viagens de carro, mas com meu pequeno a história foi diferente. Ele começou a reclamar e achamos que era sono, que por causa da estrada cheia de buracos ele não estava conseguindo dormir (ele é meio fresco para pegar no sono mesmo), mas logo escuto um barulho estralho e quando olho pra trás vejo o jato! TADINHO, paramos o carro na hora e lá fomos nós, na beira da estrada, trocar o moleque, dar uma limpada no carro, cadeirinha e tudo. Sorte que tínhamos toalhas velhas no carro!!! (Fica aí a dica!)

O bom é que criança pequena não tem enrosco, uma vez aliviado do que o incomodava, trocado e limpinho de novo, logo abriu um sorriso e seguimos viagem. Em pouco tempo estávamos na pousada,  um lugar charmoso, com pessoas agradáveis e dispostas a ajudar. Como chegamos a noite, tomamos um banho e fomos para o centro jantar. O local escolhido foi o Boteco do Lago, um barzinho com um deck e um lago cheio de sapos e rãs cantando pra gente. Claro, havia um som ao vivo também. Filhote não quis saber de comer não, beliscou umas batatas fritas, comeu uma papinha de frutas e só.

Boteco do Lago

Levamos o berço camping para que Enzo pudesse dormir tranquilamente, já que no meio da gente ele não dorme, fica se mexendo, tenta sair da cama, um terror. Isso quando não resolve ficar nos chutando ou dando tapas para nos “acordar”. Na sexta, ele estava exausto da viagem de carro e dormiu fácil. No sábado, por volta das 7 da manhã começou a resmungar, como ainda era cedo e o chalé estava bem escurinho e silencioso, ficamos quietos e ele logo voltou a dormir. Por volta das 9 tivemos que acordá-lo senão perderíamos o café da manhã e também queríamos aproveitar o dia né?!

Filhote dormindo gostoso!

 No café da manhã, tantas coisas gostosas e ele só se interessou pela mamadeira sagrada de todas as manhãs e pela broa de fubá…ele simplesmente ADOROU a broa…se deixasse ficaria comendo o dia todo. Ía mais broa pro chão do que pra boca dele, mas tudo bem! (rs)

Fizemos um passeio rápido (depois coloco outro post mais detalhado sobre o tema) e logo ele já estava com soninho e voltamos para a pousada (ele não dorme se tiver qualquer movimento por perto). Enquanto ele dormiu por aproximadamente 2 horas e meia, eu também tirei uma sonequinha e maridão ficou limpando o carro, a cadeirinha, pra deixar tudo cheiroso novamente.

Assim que ele acordou, estávamos famintos e fomos para um lugar indicado por uma colega do trabalho, Paulo das Trutas. É um restaurante um pouco afastado do centro onde o Paulo tem os tanques e também um espaço para o restaurante. Ele também tem um restaurante no centro, mas esse lugar – segundo minha colega – era mais interessante e gostoso. Foi o ponto alto da visita!!! O lugar é simples, as opções são truta com arroz e batata sautée ou frango com arroz, porém para as trutas existem mais de 20 tipos de molhinhos diferentes. Comida saborosa, ambiente agradável e ainda tinha os tanques com as trutas para distrair o pequeno enquanto esperávamos.

Deck - Paulo das Trutas

Passamos algumas horas ali e seguimos novamente para a Pousada, para dar um banho no Jacaré e também aproveitamos para tomar o nosso. Saímos a noite para mais uma volta no centro (não foge muito disso em M t. Verde, compras, comer e dormir, quando se está com uma criança de 1 ano e 2 meses). Encontramos uma área em frente a uma loja de sabonetes com brinquedos para pequenos e ficamos no balanço do Mickey por um tempo. Ele adorou!!!

Farra no balanço

De lá fomos para um restaurante, mas não conseguimos curtir por muito tempo, o Enzo estava com muito sono e começou a reclamar. Para não atrapalhar os casais apaixonados, jantando a luz de velas, e, também, para não “judiar” de nosso filhote que não consegue dormir sem um lugar calmo, quieto e escurinho, voltamos para a pousada. Enquanto nosso filhotinho dormia, ficamos tomando o vinho que trouxemos do restaurante e comendo o chocolate meia-boca que compramos no centro. Devia ter comprado na Montanhês, mesmo com o preço absurdo…(rs)

Este post continua amanhã…..(bateria acabando!!!)

Deixe um comentário »