foradocasulo

…………………………………………………

Mamãe, Quero Dormir na Cama!

Há algum tempo venho refletindo sobre algumas mudanças na vida do Enzo, como largar a fralda, sair do berço e deixar de usar a chupeta e mamadeira.  Bom, a fralda estamos em processo desde meados de setembro, mas ainda estamos um pouco longe do completo sucesso. Na escolinha ele já fica o dia todo sem a bendita e tudo tem corrido bem, aos finais de semana acabamos deixando ele de fralda para sair de casa e não sermos pegos de surpresa, mas talvez já esteja na hora de arriscar mais, em nome de um bem maior. Mas como ele ainda não consegue fazer o coco no vaso sanitário, acho que ainda temos um certo caminho a percorrer neste tópico.

Semana passada filhote começou com um papo de querer dormir na cama, não sei bem ao certo se ele queria dizer cama da mamãe ou simplesmente cama. Então comecei a dizer que no sábado, hoje, compraríamos uma gradinha para a cama dele. Hoje acordamos e depois do café da manhã fomos a loja para comprar a tal gradinha. Dita cuja instalada, filhote já tira a soneca da tarde em sua cama. Como ficamos um pouco preocupados, acabamos colocando os protetores do berço em volta da cama além de um edredom para evitar que ele caia onde não há grades.

Por termos escadas na casa, portãozinho para evitar que ele saia da cama no meio da noite e desça as escadas sozinho se faz necessário. Uma próxima ação será levá-lo para escolher lençóis para a cama nova, já que só temos dois básicos. Acho que será um incentivo a ficar na cama e não querer voltar para o berço. E, por enquanto, vamos deixar o berço e a cama no quarto, até sentirmos que a mudança não terá recaídas. E assim vamos seguindo, com uma coisa de cada vez, sem pressa, no stress!!!

 

 

 

Anúncios
7 comentários »

Choro: Qual o Problema?

A primeira maneira que um bebê encontra para se comunicar com esse mundão de Deus é através do choro, fato! O que nos preocupa é o que eles querem dizer com isso. Será cólica? Fome? Frio ou calor? Ou será apenas carência do colinho e aconchego da mamãe? Uma coisa é certa, nos primeiros meses o bebê chora para dizer que algo está errado, não existe manha nesta fase. E, entender o que seu filhote quer dizer é o maior desafio. Vocês estão se conhecendo e você precisará usar do sexto sentido, percepção e muita, muita observação – além da tentativa e erro – para aprender o que cada tom quer dizer.

Daí você pensa: Não vejo a hora dele começar a falar, assim vou saber exatamente qual o problema! Mas nem sempre é assim. Enzito já se comunica bem, não pronuncia tudo corretamente, mas sabe se expressar. Porém há dias que chega todo chorão e não diz o que está acontecendo. Ele quer tudo e não quer nada ao mesmo tempo. Só sabe chorar e chorar e chorar. Eu pergunto: “você quer pão?”, ele responde: “não” e chora. Tento novamente: “quer nanar?”, ele responde: “não” e chora. E assim vai, um choro doído, de molhar o rosto e a roupa de tantas lágrimas, de partir o coração da mamãe (e do papai também, claro).

Mas, como toda boa observadora e conhecedora da cria que tenho, sei logo qual o problema. Sono! Nestas horas, damos um bom banho com toda calma do mundo, preparamos uma mamadeira morna e colo. Em poucos minutos jacaré está dormindo feito um anjinho e toda aquela birra desaparece, como mágica. Na manhã seguinte, acorda todo alegre e animado para mais um dia de brincadeiras e escola.

1 Comentário »

Hora de Dormir

Nunca li livros sobre como criar os filhos e temas afins. O único que li na gravidez foi “O que esperar quando estamos esperando” porque minha irmã tinha e me emprestou. Depois quando o Enzo já estava com mais de 6 meses comprei “Criando Meninos” e ganhamos recentemente “Claro que te amo, agora vá para seu quarto”, mas nem comecei a ler ainda.

Bom, sei que existe uma linha de pensamento sobre o soninho dos bebês, que diz que eles precisam dormir sozinhos, isto é, nada de canções de ninar, embalar no colo, etc. Apesar de dar certo com muitas mães e filhos, eu não concordo! O Enzo não dorme fácil, é bem resistente, mesmo estando muito cansado. Não sei se isso é uma característica dele ou se fomos nós que o incentivamos a ser assim. O fato é que desde pequeno o acostumamos a dormir no colo e desde então passamos por várias fases.

A primeira foi fazê-lo dormir em nossos braços enquanto andávamos pelo quarto. Depois ele foi ficando pesado e começamos a dar mamadeira no colo e o colocávamos no berço ainda sonolento. E não pense que íamos embora, ficávamos lá, com as mãos sobre o corpinho dele até que adormecesse. A terceira fase foi a de cantarmos para ele dormir, começou com a música da Cuca, depois a do Boi, ele quem pedia, deve ter ouvido na escolinha. Sei que são letras muito pesadas (rs), mas Maridão a cada frase mudava quase tudo, eu não mudava muito não.

Atualmente, estamos na fase do cafuné. Ele mama no colo ainda, às vezes brinca de dar mamadeira para um urso, uma ovelha, ou até para o papai e mamãe, e quando acaba já diz: “Naná” e o colocamos no berço. E, começamos o cafuné, até que pegue no sono de vez. Confesso que às vezes é cansativo, não só por ele demorar a dormir, mas porque muitas vezes queremos tomar um banho, comer, e ficamos lá, fazendo o pequeno dormir.

Mas digo que o dia em que chego um pouquinho mais tarde e perco esse momento, sinto que faltou algo no meu dia. É um momento nosso, e quando digo nosso, não estou me referindo apenas a filhotinho e eu e sim a nós três. Hora sou eu quem faz o cafuné, hora é o papai, hora os dois ficam pendurados no berço fazendo carinho, dando beijinhos e fazendo cócegas, mas ficamos os três no quarto neste momento. E é nítido o quanto ele gosta também. São pequenos momentos assim, que revigoram nossas baterias de mães e pais.

2 comentários »

Um Final de Semana Fora do Casulo

Ufa….o final de semana foi agitado. No sábado fomos para Campinas para o Festival 2011 da escolinha da minha afilhada e sobrinha. O Enzo ficou vidrado nas apresentações de dança, bateu palmas, se empolgou e, em alguns momentos, ficou hipnotizado com tanto movimento, som e cor. Uma graça de ver.

O Festival acabou por volta das seis e decidimos passar no apartamento do meu irmão para trocar minha afilhada, dar algo para os pequenos comer e depois sairmos para jantar. A Julinha e o Enzo se divertiram um pouco com os brinquedos dela, comeram banana, tomaram leite e depois seguimos para o Giovanetti que fica no Parque Don Pedro. Confesso que na ida me preocupei, pois já eram 8 da noite e meu Enzito havia dormido uma horinha antes de irmos para o Festival. Se quando ele dorme umas 2-3 horas a tarde já quer dormir antes das 8, imagina depois de toda a agitação.

Quando chegamos, uma fila já estava formada para entrar no restaurante, mas como estávamos com bebês, entramos direto. Pegamos uma mesa bem ao lado da área de recreação infantil e o Enzo quis brincar logo de cara. Não fez cerimônia, não ficou envergonhado, que nada, já chegou chegando, pegando os brinquedos. Fiquei boba! Ao ver meu filhote tão animado, me animei também, pedi um Mojito e comecei a curtir nossa saída noturna em família. Correu tudo bem, Enzito até comeu bolinho de bacalhau, tomou suquinho de laranja e aguentou firme até as 22hs. Quando começou a fazer manha e resolvemos voltar pra casa.

Antes mesmo de sairmos do estacionamento do shopping, Jacaré caiu no sono e acordou por volta das 11 no domingo, recorde total!!!! No domingo, uma hora depois dele acordar já estávamos em um churrasco na cada de uma amiga, onde ele se esbaldou porque o amiguinho Luca estava lá para correr, pular e brincar com ele. Tinha espaço de sobra para eles, o dia estava quente e gostoso. Lá pelas 4 as crianças todas acabadas, começou a chover e resolvemos voltar para o descanso final, já que segunda-brava estava quase chegando.

Enzo dormiu até as 18hs, acordou, jantou, assitiu Cocoricó, tomou banho e às 7h30, já estava dormindo de novo. Foi assim até hoje de manhã, quando tivemos que acordá-lo as 7 para ir pra escola.

Bom, o que posso tirar disso tudo? Nossos filhos são caixinhas de surpresa….não vale estressar antes da hora. E fica a dica de um restaurante para ir com crianças: Giovanetti em Campinas. Tem algumas unidades dele na cidade com direito a um São Bernardo Gigante e Lindo, de verdade, que dá uma passeada pelo salão, tira fotos com os clientes e vai embora.

 

Deixe um comentário »

O Pior Choro

Eu li certa vez em um livro (que não me lembro o nome) que o pior choro não é o de cólica, nem frio ou calor, nem mesmo o de fome. O pior, o mais desesperador é o de sono. Hoje tive a comprovação disso. No começo, filhote chorou de frio na hora do banho, chorou de fome porque o leitinho da mamãe não foi suficiente, chorou de cólica (isso foi pouco), mas hoje ele deu um baita de um PITI.

Como sempre ele não dorme direito durante o dia, durante a semana, porque de final de semana tira o atraso. Maridão foi buscar na escolinha e ao chegar em casa o Jacaré estava cheio de birra, queria subir as escadas, abrir gravetas, brincar com o que não pode. E claro, a cada NÃO, batia o pé (parecia o samba do criolo doido) e chorava. Demos o suquinho de sempre e subimos para assistir DVDs com músicas infantis. Nem deu tempo d’eu ligar a TV e o chororô começou.

Filhote gritava, batia o pé e chorava compulsivamente. Não queria chupeta, não queria colo, não queria nem a Galinha Pintadinha!!!!! Resolvemos começar os preparativos para fazê-lo dormir: Trocar a fralda, colocar pijama e dar a mamadeira. O escândalo foi tão grande que ele ficou todo suadinho de tanto gritar e até chegou a engasgar algumas vezes. Parecia que alguém o estava agredindo ou com uma dor terrível de ouvido, ou algo do gênero. A gente chega até a achar que tem algo errado mesmo!

Maridão contou que outro dia aconteceu isso também. Jacaré ficou uns 10 minutos gritando sem parar. Como ele estava sozinho e enfrentava aquilo pela primeira vez ficou preocupadíssimo, chegou a ligar na escolinha para saber o que tinha acontecido. Bom, dessa vez ele já estava preparado. Tentamos fingir que nada estava acontecendo, continuamos a falar com ele em tom normal, trocá-lo e forçamos um pouco para ele pegar a mamadeira. Com muito cuidado claro, pois criança aos berros pode se engasgar com o líquido.

Depois de alguns minutos – que pareciam eternidade – conseguimos que ele mamasse e logo dormiu. Continua lá, tranquilão.

E o motivo do piti?

a) Dor

b) Frio

c) Fome

d) Sono

E a resposta correta é: Sono, sono e sono!!!!!

O sono dos justos!

2 comentários »